Mesa posta

Mesa posta
Mesa posta para um almoço com Fragonard

domingo, 26 de dezembro de 2010

mulheres na História

Olá pessoal, tudo bem???

Quero contar para vocês uma novidade, em novembro, na Semana Acadêmica de História e Sociologia, eu e minha colega e amiga Socióloga Sandra Mattar, iniciamos, oficialmente as atividades do Núcleo de Gênero da PUCPR.

E nessa esteira de estudos, além das minhas pesquisas sobre mulheres místicas, estou me preparando para uma palestra sobre mulheres da Renascença Italiana. Já falei sobre uma delas aqui nesse blog, a Beatriz D'Este. E nesse universo maravilhoso de trabalho, hoje estudei uma pouco sobre Christine de Pisano, e é sobre ela que quero começar a falar um pouquinho.

Sem me afastar dos meus estudos sobre cortesia, essa mulher, Christine de Pisano, viveu na corte, e nesse espaço estudou e defendeu as mulheres de seu tempo. Ela se insurgiu em especial contra o Roman de la Rose, importante romance do final da Idade Média, porque achava que esse romance feria a honra feminina.

É isso aí Christine... na sequência podemos falar um pouco mais sobre ela. O que acham???

Beijos e bom domingo, Sissi.

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

mulheres na liderança

No sábado passado estive num programa de TV chamado Globo Comunidade. Adorei o programa, não foi só porque apareci lá não, mas gostei realmente de tudo, até de mim...kkkk

Quem quiser ver é só acessar o link: 
http://www.rpctv.com.br/globo-comunidade/2010/12/as-mulheres-na-lideranca/

Beijocas, Sissi.

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Presentes de Natal

Outro dia dei uma entrevista para a Gazeta do Povo sobre presentes adequados de Natal, o título da matéria foi: Para não errar.
Na verdade, tudo que disse parte do sempre desejado bom senso. Oras, mas o que é isso???
Parace-me que algo que a humanidade deseja e persegue desde os tempos jurássicos.
Em primeiro lugar, antes de tudo, para presentear alguém leve em conta seu grau de intimidade, e baseado nisso, se tiver dúvida, pergunte, investigue, especule. Isso mesmo, revelar interesse e empenho é maior do que o próprio presente.
Ou seja, nada mais desagradável do que perceber que a pessoa que oferece algo a você comprou às dúzias, numa liquidação de pague 3 e leve 15...

E deixe de lado, por favor as mensagens desagradáveis... Tipo: livro de dieta para quem está acima do peso... Isso é de um mau gosto imperdoável.

Outra coisa, evite os presentes de tamanho GG, se a pessoa está gordinha dê para ela um CD, uma bijouteria, uma jóia, um porta-retrato, um ingresso para a ópera, mas por favor, não um presente GG que ainda corre o risco de ficar apertado. (SOCORRO!!!)

Uma coisa abominável, ganhar no bingo do jantar de final de ano da firma uma noite no motel. Por favor, se alguém do blog organiza enventos, não faça isso, é constrangedor, eu sempre tive pavor de ganhar um prêmio desses. Esse é um caso de sortear quando se tem intimidade...


Enfim, presentes, seja de Natal, Páscoa, Aniversário, casamento, significa a considereção que se tem de si mesmo (aquele que presenteia) e a consideração que se tem do outro (o que recebe), portanto vamos caprichar. Ainda é tempo de substituir aquele presente mico (ou até mesmo King Kong) e guardá-lo para uma outra noite...

Beijos a todos e um SUPER FELIZ NATAL!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Women In Art

sábado, 18 de dezembro de 2010

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

segunda-feira, 24 de maio de 2010

aniversário de casamento

Hoje está fazendo 14 anos que casei. Já faz algum tempo heim!
Estava um dia frio, bem mais frio do que hoje, uma garoa fina. Meu vestido era decotado, mas não senti um pingo de frio, tal era a ansiedade!!!
Tudo correu bem! O noivo não fugiu, tampouco eu!

Foi muito divertido! Curti a festa até o fim e entrei de vestido de noiva no Hotel Bourbon, 4h da manhã. A essa hora não havia muita gente para me olhar.

Uma coisa legal foi a ida para a Igreja, eu de noiva, num gálaxi anos 1970, lindo!!! E todo mundo que passava queria me dar tchau. Engraçado como as noivas, as crianças e os animais despertam a simpatia das pessoas!!!!

No dia seguinte, bem cedinho fui viajar!!! Lindo, lindo!!!!

Bjs, e boa semana!!!!

domingo, 16 de maio de 2010

trajes masculinos

Então, vamos falar um pouco sobre trajes masculinos para casamentos. Porque eles também erram muiiito...

Para ocasiões formais ou informais durante o dia - antes das 18h - os homens devem usar ternos escuros (terno azul marinho ou preto nunca se erra, a menos que seja pitoco, apertado, ou de tecido ordinário).

A camisa poderá ser branca, colorida (cuidado!!!!!) ou listrada. A gravata de seda. Sapatos pretos e a meia segue a cor dos sapatos.


Para ocasiões formais ou informais durante a noite - depois das 18h - terno escuro.

Em ocasiões formais à noite a camisa deverá ser de preferência branca, mas um azulzinho bem claro também pode ficar bonito. Pode-se usar gravata borboleta de piquê branco. Sapatos e meias pretas.

Alguns consultores dizem que pode-se usar fraque curto ou comprido em casamentos de dia ou de noite. Eu não acho legal, nem uma coisa nem outra. Prefiro sempre o terno. Mas, se for desejo do noivo e dos padrinhos prefira casar antes das 18h, fraque à noite acho muito cafona.

Enfim:

Evite, ou melhor nunca use: terno que não seja preto ou azul-marinho, com essas cores você nunca erra em qualquer horário ou ocasião. Meias brancas, uiiiiii. /Gravatas de Mickey, lembre-se do Didi Mocó que usava uma gravata de mulher de biquini! kkkk

Invista num terno bem cortado e de tecido de boa qualidade, esqueça a micro fibra, e as cores verde água, azul bebê, marrom de todos os tons. Pavoroso!!!!!!!

Beijos e boa semana!!!!!

sábado, 15 de maio de 2010

vestidos

Achei um endereço bem interessante sobre escoha de vestidos:
www.portaisdamoda.com.br

Vale dar uma olhada!!!!

Seguem dois vestidos que eu adorei no Oscar 2009, para dar água na boca!!!!


Anne de vestido da griffe Marchesa!!!

Mês de maio: mês das noivas

Mês de maio é mês da mães e das noivas (para quem é mais antigo lembra que também era o mês dos presentes HM), por isso gostaria de falar um pouquinho sobre casamento. Inclusive porque a minha querida amiga Fá me sugeriu o tema trajes para essa ocasião.

Vou começar falando um pouco sobre o que escolher para vestir e se sentir bem. Claro, pois é sempre bom lembrar que a razão de todo o aparato das chamadas boas maneiras é sentir-se bem - saber viver.

Vamos falar primeiro sobre o que escolher se somos convidadas ou madrinhas. Primeiro certifique-se do horário, isso é muiiiiiito importante, pois se é à noite, esqueça aquele sonho de ser madrinha e usar chapéu. Veja então a estação do ano (Curitiba fica difícil, nunca se sabe se num casamento em julho a gente não vai ter que usar vestido sem manga!). E então, pense sobre o tipo de cerimônia, festa, evento. É grande? Íntimo? Enfim, a primeira fase é a de sondagem.

Sendo um casamento formal ou informal e que aconteça de dia, ou seja, antes das 18h, você menina poderá ir de: vestido curto ou conjunto em tecido fino (seda, chatung, crepe - ou qualquer desses vestidos de tecidos modernos e excelentes - lembre-se, é melhor investir na qualidade do tecido e do corte, você poderá usar o vestido muitas outras vezes se for assim); pode usar chapéu se quiser.

Para o dia ou para a noite a cor é muito importante!!!! As convidadas nunca deverão ir de branco (NUNCA!!!!), evite o manteiguinha, o off white, ou qualquer outra cor que possa ofuscar a noiva. O dia é dela!!!! O preto, você pode usar se for madrinha desde que a noiva expressamente não se oponha! Pense que ela pode ser supersticiosa. Eu já fui madrinha de preto, minha amiga disse que não se opunha e o casamento dela é feliz e já dura mais de 15 anos. Mas eu perguntei!!!!

Sendo um casamento formal à noite, depois das 18h: use um conjunto ou vestido curto ou longo, em tecido fino para noite (tafetá, crepes, sedas, pode usar um brilho, veludo).

Sendo um casamento informal à noite: use vestido curto ou conjunto para jantar e não abuse, a beleza está na simplicidade extravagante!!!!

Lembre-se : no momento não está na moda ir em festas de vestido longuete - que coisa antiiiiiiiiga, ou seja, semi-longo, no meio da canela, é pouco elegante, para não dizer outra coisa. Ou é curto (logo acima ou abaixo dos joelhos - veja o comprimeto de acordo com sua silhueta) ou é longo.

Resumindo: o importante é escolher um vestido que lhe caia bem, que você se sinta confortável (preste atenção nos sapatos). Veja se não está apertado demais, comprido demais, curto demais, largo demais, enfim, deve favorecer quem usa. A roupa deve se adequar ao nosso corpo, e não o contrário.

Beijos e boa festa!!!!

Ps: na sequência vou falar de trajes masculinos...

sexta-feira, 23 de abril de 2010

dia de chuva e muito mal humor

Gente, que mal humor que eu levantei hoje!!! Aula às 7h30, morrendo de sono e aquela chuva!!! Trânsito caótico, já sai atrasada. A caminho só pérolas dos motoristas. As ruas eram alamedads cobertas por pétalas de elegância, o dia cinzento... Um horror!!! O bicho dentro de mim tomou uma super proporção, eu estava completamente possessa com tudo... Cheguei no trabalho, assinei o ponto, e vejam só a Providência Divina, passou em mim uma verdadeira rasteira, na ponta da escada escorreguei e cai de joelhos!!!kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Sabe que tomei um susto! Não me machuquei! Mas aquilo me acalmou!!! Deve ter sido uma rasteira de anjo... Para tomar consciência de que todo aquele mal humor era infundado...
Subi para a sala de aula, foi delicioso, falei sobre a condição feminina na Grécia. A turma é ótima, tudo bem. E é isso aí... Acabei de comer um cupcake divino e arrematei com um café... Como diria Ibrahim, de leve, ademã que eu vou em frente...

Beijocas e bom final de semana!!!!

segunda-feira, 19 de abril de 2010

maquiagem: nada de cílios

Ibrahim Sued também dava conselhos sobre maquiagem... Claro nada mais patético do que carregar na maquiagem. Isso só é passível quando a gente era menor de idade e carregava no blush para tentar entrar na sessão de cinema proibido para menores de 18 anos. Detalhe: não adiantava nada, o juiz não deixava e ainda ria da cara da gente.

Vou transcrever os conselhos do colunista em vários capítulos, a matéria é grandinha, mas vale a pena ir saboreando aos pouquinhos:

"Attention, panteras, panterinhas, gazelas, bonecas, deslumbradas e cocadinhas: cada idade tem seus encantos. Portanto, não vá você, panterinha, sobrecarregar na maquilagem, dois pontos: seu rosto perderá o principal atrativo, que é aquele ar saudável... E você, que já esteve brigando muito na vida, que tem as suas vitórias e derrotas: o resultado de uma maquilagem mal feita pode ser desastroso. O que deverá ser valorizado são os mistérios, tudo o que você já aprendeu da videa e não dá a perceber, e que a sua malícia saberá usar nos momentos certos. Vale para as vovós também: o super-chic será um vestido bonito e discreto, e a maquilagem idem idem. O charme das vovós será aquela sabedoria tranquila que o tempo traz, e que está nos olhos e nos gestos. Enfim, o importante é nunca deixar a peteca cair... De leve".

Beijocas e viva a base e o laser para disfarçar - discretamente - as imperfeições....

domingo, 18 de abril de 2010

como receber na montanha ou na praia

Depois do  intervalo que fiz para tentar me organizar no trabalho (confesso que ainda não me organizei a contento), retorno com Ibrahim Sued (pois foi com ele que estava dialogando) em como receber na montanha e na praia.

Diz ele que se a gente convida alguém para passar o final de semana (week-wend), é bom especificar a hora da chegada do hóspede, esse deve ser o primeiro ítem a ser conferido. Para que não ocorram desencontros...

Bombons para a dona da casa são indispensáveis, diz ele, também pode-se levar algo para o anfitrião, e quem sabe algo para as crianças. Nossa, talvez fique mais barato ficar em um hotel... mas sem tanto charme talvez.

Se você for muito a mesma casa, não leve bombons toda vez, diversifique. Retribua (nossa que verbo que parece estar fora de moda).

Preste atenção em dois pontos a respeito à hospedagem: limpeza e arrumação impecáveis. (Jesus, imaginem o horror de ser recebido com uma roupa de cama usada!!!!)

Não esqueça dos cabides nos armários, pois os hóspedes precisam de lugar para guardar suas coisinhas... Espelhos, livros, toalhas, cobertores para os friorentos, sabonete, touca de banho, algodão, curativos, absorventes, fio dental...

Enfim, eu acho que o bom é fazer um chek list quando se vai receber, seja para uma festinha informal, ou para hóspedes. Mas acima de tudo, o que é mais importante é deixar as pessoas à vontade.

Ibrahim Sued faz um alerta bem interessante, para quando a gente é  o hóspede. ser discreto e respeitar as regras da casa que nos recebe. Assim, se a gente gosta de levantar cedo, deve fazê-lo discretamente. Não é preciso ficar na cama irritado, mas seja discreto.

Segundo ele: "um bom hóspede cumprimenta os empregados pela manhã, ao lhe ser servido o café. Deve dar gorjetas a eles no momento da partida. O cuidado com o banheiro é outra coisa: deixá-lo nas mesmas condições em que o recebeu é regra que não pode ser transigida. Por fim: procure perturbar o mínimo a rotina da casa, inclusive não dando para lavar suas roupas. Roupa suja se lava em casa... De leve".

BOM DOMINGO!!!!

sábado, 10 de abril de 2010

sumida

Queridas amigas e amigos,
Ando sumida porque estou afogada em trabalho. O primeiro semestre é sempre mais pesada, e ainda estou preparando projeto de pesquisas. Mas não se preocupem, não enjoei do blog, voltarei logo com bastante criatividade...
Beijocas a todos, Sissi.

segunda-feira, 22 de março de 2010

juca chaves e ibrahim chaves

em épocas de ditadura militar....

veja no youtube que é muito divertido...

O MELHOR DE IBRAHIM SUED NO FANTÁSTICO

http://www.youtube.com/watch?v=HjfTFfLfqLU

 

 

 

ademã que eu vou em frente...

Então, depois de aplicar todos os conselhos de Max Factor Júnior em como manter o glamour durante um resfriado, volto a carga com Ibrahim Sued.

Nessas próximas edições pretendo trazer um pouco do que contém o seu "aprenda a receber" que ele escreveu em 1977.

Eu sei que tem algumas pessoas que detestavam o Ibrahim, achavam ele brega, coisa para novo rico, enfim... mas eu o acho no mínimo engraçado. O seu jeito de escrever traz o retrato de um Rio de Janeiro que, como diria Clóvis Bornay, "não morreu e não morrerrá jamais" (ele tinha a língua presa, lembram???).

Logo na primeira página do livro Ibrahim Sued diz: "não precisa ser rico para saber receber", e dirige seus ensinamentos a todos que querem aprender a desempenhar a difícil tarefa de ser bom anfitrião.

E aí entra no que denomina "algumas regras de boas maneiras ... (e outros tantos pecados capitais)", que eu quero trazer hoje.

1.o Não coçar-se, palitar os dentes, cuspir, pentear os cabelos, cortar ou limpar as unhas em público; (quem disse que isso é conselho brega? e ultrapassado? é o mínimo exigido em sociedade, até mesmo de um aborígene do meio da Papua Nova Guiné).

2.o Não mastigar com a boca aberta, falar mastigando ou encher demais a boca; nas refeições, não levar o copo à boca sem antes passar o guardanapo nos lábios (sem esfregar); (como o mundo seria melhor se as pessoas considerassem o uso do palito de dentes um crime capital).

3.o Não pôr os cotovelos sobre a mesa ou balançar-se na cadeira. (segundo os ingleses, um cotovelo só pode)

4.o Não espirrar ou tossir em cima dos outros. (básico, eu mesma me contive, nos últimos dias de gripe, de tal indelicadeza).

5.o Não bater com as portas, e nem entrar num aposento cuja porta esteja fechada sem pedir licença. (bater portas é uma coisa irritante, até mesmo o vento quando o faz é um mal-educado).

6.o Não bocejar ou espreguiçar-se em público. (não bocejar é difícil, mas se espreguiçar é coisa para aula de Pilates).

7.o Não estalar as juntas dos dedos, abusar de gesticulações, tamborilar os dedos, andar arrastando os pés. (irritante estalar as juntas, dá um arrepio...)

8.o Não deixar de dizer "con licença", "desculpe" e "obrigado"; e não ter relógio com paradas "cardíacas" (???)

9.o Não falar alto, tagarelar e chamar a atenção, em lugares públicos. (pior do que isso são aquelas pessoas que ficam o tempo todo pedindo, fale mais baixo... o que fazer com o tom de voz alto? alto, não gritado).

10.o Não cultivar a vulgaridade, de aparência ou de sentimentos. (isso é importante, vulgaridade é desprezível e imperdoável).

11.o Em elevador comercial não há protocolo. Quem está na frente sai primeiro: não há necessidade de dar passagem às mulheres, o que costuma apenas tumultuar a saída. Tempo é dinheiro. No elevador social, contudo, as mulheres devem ter preferência. (e nunca soltar a porta do elevador na cara das pessoas : não faça da porta do elevador uma arma, a vítima pode ser você...).

12.o A cafonice. Exemplo: usar sapato marrom com terno azul marinho e meia branca. (Jesus que horror!!!).

13.o A desatenção para com a mulher. (lindo!!!)

14.o A indelicadeza para com o próximo. (cristão)

15.o O exagero. (sem comentários...)

16.o A falta de tato. (Meu Deus isso hoje em dia parece uma epidemia).

17.o A falta de elegância. (outra peste contra a qual não há vacina).

18.o A inconveniência (isso é mato!!!).

19.o Discutir sob qualquer pretexto. (em público nunca, mas em particular pode ser divertido... nesse caso tirem de perto os objetos de valor...kkk).

20.o Não saber escutar.

21.o Interromper o interlocutor. (em caso de ansiedade, tome uma calmante).

22.o Viver criticando, tudo e todos (hoje em dia para isso há remédio, antidepressivo e terapia).

23.o Dar gargalhadas estridentes. (não é assim que vão perceber a fortuna que você gastou em clareamento...)

24.o Falar alto, principalmente em restaurantes. (E crianças que gritam, berram, jogam-se no chão porque o bife está mal-passado??? ou o sorvete de chocolate acabou?)

25.o Botar a mão no ombro da pessoa com quem você estiver falando. Brasileiro tem essa mania - mesmo quando não conhece o cara, vai logo chegando e botando a mão no ombro... (isso é demais, invasivo e inconveniente).

26.o Não chamar uma pessoa com psiu... (ofensivo)

27.o A expressão "esporte fino". O correto é esporte chic. Fino é cafonice. (será???).

28.o Convidar os parenes para suas festas. Ninguém vai a uma festa para ver seus parentes, e muito menos a criançada correndo para cima e para baixo. (salvo batizado, funeral, casamento e outras festas de família).

29.o Discutir com sua mulher (ou seu marido) em público. Isso deve ser evitado até mesmo se as pessoas presentes são amigos íntimos: os problemas conjugais devem ser guardados para as quatro paredes... (discutir com o marido ou a mulher alheia é ainda pior).

30.o Perfumar-se com exagero (vale tanto para as mulheres quanto para os homens). E você, pantera, boneca deslumbrada, não use perfume nas mãos: poderá passá-lo, num aperto de mão, a alguém que seja alérgico a perfume ou que tenha horror a ele. Perfume para mim, por exemplo, só o da mulher amada. Assim mesmo, depende das ocasiões... (nossa que horror aquele Poison 9h da manhã!!! e na mão, só álcool gel).

31.o Não sentar em mesa de ninguém em boate ou restaurante sem ser convidado. Existem muitos Beija-flores que sentam sem ser convidados, bicam o whisky e dão no pé... (que horror!!!).

32.o Respeite os momentos de solidão do próximo. Muitas vezes você vê um amigo jantando ou almoçando sozinho num restaurante... Às vezes ele está mergulhado no seu momento de solidão e não quer ser importunado mesmo pelos amigos. Quer ficar sozinho. Dois pontos: Não seja um chato portanto... De leve...

Suuuuper leve!!! Beijos.

terça-feira, 16 de março de 2010

a rinite me levou a nockout

Então, não tenho postado nada porque estou bem malzinha de gripe/rinite/resfriado, sei lá. O fato é que estou bem desanimada, mas logo melhoro e volto com alguma novidade.
Bjs.

domingo, 7 de março de 2010

e mais, a beleza está diretamente ligada à felicidade conjugal...

uma cópia digitalizada do artigo do glamour no resfriado

Como manter o glamour durante um resfriado

Em tempos de mudança de estação, rinites, sinusites, preguiça, alergia, stress... trago conselhos de Max Factor Jr. em como manter o glamour durante um resfriado.

Primeiro: mesmo que o nariz se torne vermelho pela fricção do lenço, uma completa maquiagem deve ser aplicada pela manhã. Como o uso continuado do lenço durante o dia remove o pó, urge fazer repetições das aplicações de uma loção branda, em vez de colocar a maquiagem que se costuma usar para esta parte do rosto. A loção servirá de calmante na área avermelhada , e proporcionará uma base satisfatória aos reparos com o pó.

Se o nariz estiver muito vermelho, use para empoá-lo um pó mais escuro que o resto do rosto. O pó escuro não só disfaçará a vermilhidão como vai tirar o aspecto feio, fazendo com que a atenção geral seja desviada para o resto do rosto.

Use batom num tom mais claro que o usualmente empregado.

Uma vez que os resfriados trazem espirros, e estes provocam olhos lacrimejantes, é muito importante as pestanas estarem com uma espécie de maquiagem que não queime (????), não seria borre?

Max Factor visa as vantagens dos lenços de papel sobre os outros, primeiro porque são mais higiênicos, e segundo porque as fibras que entram na sua composição são muito macias, diminuindo a irritação do contato.

Ponto a acentuar também é que o senso geral feminino de bem estar seja mantido no sua ponto mais alto, e que uma mulher se sente muito melhor sofrendo de um resfriado - ou outro qualquer incômodo se sua aparência é mantida com completa frescura da face e o arranjo do penteado.

Sem entrar nos méritos médicos do assunto, Max Factor aconselha o uso de pastilhas para a garganta, pastilhas contra tosse ou xaropes em benefício do glamour (da saúde que cuide o médico...).

O famoso estilista da maquiagem diz que a tosse não é apenas um processo por si só pouco atraente, mas um processo que conspira contra a beleza, tornando os olhos lacrimejantes, o rosto rubro e suado.

Portanto, é preciso não descuidar da aparência... que tal montar um salão de beleza nas U.T.I.S????

Bom domingo.

quarta-feira, 3 de março de 2010

quanto vale um homem

Nem é possível se animar com o título dessa nota. Homem aqui é no sentido mais amplo da palavra, portanto podemos nos incluir.

No mesmo Anuário de 1950 (esse é um dos melhores números que peguei até agora), há uma pequena redação com o título: "Quanto vale um homem?".

Segundo seu autor vale, para alguns, o que come; para outros, o que pensa; e para outros, o que pesa.

Convertendo os elementos de que é formado o corpo humano em mercadorias poderíamos produzir: dois mil e cem fósforos; quarenta litros de água; gordura para sete barras de sabão; nove mil minas de carbono para lápis; dois quilos de ferro; cal para caiar uma capoeira de galinhas; enxofre para exterminar todas as pulgas do cão e oxigênio para encher um balão.

O mesmo autor se questiona, no entanto, como avaliar o homem por aquilo que não se vende, nem se pesa, a inteligência, a fagulha do espírito, que eleva o homem às luminosas alturas e o torna imortal...

O corpo do artigo é uma piada, mas o final até que é engraçadinho...

Bjs...

segunda-feira, 1 de março de 2010

a linha e a gulodice

Há bastante tempo as mulheres são loucas para manterem a linha, ou seja, ficarem magras. E claro que o Anuário das Senhoras tem várias dicas nesse sentido, sugestões distribuídas pelos seus volumes anos a fio. No mesmo número de 1950 encontrei essa pequena nota que agora transcrevo...

Seja gulosa, mas procure compensar a gulodice sendo uma boa dona de casa (lá vem bomba!!!).

Como?

Muito simples (duvido!!!): Se comer um pedaço de doce, varra a casa durante uma hora... (penso eu se vale varrer o jardim...kkk).



Se saborear duas colheres de doce em calda, passe a ferro durante 1h e 40m. (Jesus, vamos colocar em dia a roupa!!!).



Se se servir de um pedaço de torta de maçã com creme, leve duas horas lavando o chão. (Não gosto de torta com creme, vou lavar apenas por uma hora).



Se tomar um ice-cream soda, ande durante 1h e 50m. (Tire a soda como fiz com o creme).



Se usar manteiga no pão, cuide de todos os legumes para o jantar, descascando-os, lavando-os, etc... (que loucura).


Se comer 2 caramelos de chocolate, valse durante 50m. (Sozinha???)



Se tomar sorvete, danse a rumba ou o frêvo. (Ice-cream engorda mais que sorvete???).



Se comer 4 tâmaras, escreva à máquina durante 1 hora. ( No computador, atualizando o blog, acho que deve equivaler a umas 2 horas).



Se comer castanhas, costure durante 1h e 10m. (Puxa, costurar não gasta quase calorias. Quem sabe se fizer aquela barra da calça de pé em vez de sentada gasta mais...).



E assim procedendo, termina a nota, continuará esbelta e gulosa.

Que tal heim? De tudo isso conclui, se eu for gulosa não preciso, nem de empregada doméstica nem de eletrodomésticos...

Beijocas...

domingo, 28 de fevereiro de 2010

já que o assunto é casamento...

No Anuário das Senhoras de 1950 encontrei uma nota: "Os melhores maridos", claro que me chamou a atenção. Segundo um inquérito promovido pela Associação Pró-Melhoramento da Instituição Conjugal", de Londres (Jesus será que isso ainda existe???), os melhores maridos são os médicos.

Por quê? Porque são invulneráveis por motivos de ordem profissional à fascinação que as mulheres geralmente exercem sobre a maioria dos homens. (Que totalmente sem noção!).


Vêm depois os advogados, que são considerados pouco sinceros. (Nesse caso deveriam estar super no fim da lista, continuo achando muito nada a ver).

Seguem: os empregados públicos porque são apegados à rotina. Os militares porque são muitos bruscos (muitos acham isso uma qualidade), e os engenheiros, perigosos porque têm facilidade, pela profissão, de construir outos ninhos (esse último me atinge, meu marido é engenheiro, outros ninhos???).

Os magistrados não têm cotação, porque gostam de impor a lei dentro de casa (essa eu achei ótima!). Os banqueiros, os comerciantes e os industriais julgam as esposas parte dos seus escritórios e casas de negócio (penso eu que nada contra quando os maridos querem investir nas suas mulheres por meio de grandes depósitos como mesada...). Os artistas estão em penúltimo lugar e os homens do mar em último. Esses são incorrigíveis. Têm caso de amor em cada porto...

Segue ao lado da noticia uma propaganda de Loção Xambú, para cabelos brancos voltarem ao normal, e ainda de quebra prometem eliminar a caspa. Seria a seborréia a grande causadora do embranquecimento dos cabelos?

Vá entender...

Bom domingo!!!

domingo, 21 de fevereiro de 2010

casamento como il faut

Ontem fui a um casamento muito, muito lindo... Igreja, festa, noivos... tudinho...
Um graça de verdade!!! Há muito tempo não ía num assim.
A noiva estava muito linda, pais bem postos, o noivo apaixonado. Para que mais?
Adorei, parabéns Lela e Vincent... Sejam felizes. Bjs.

terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

muito prazer

Em sociedade, quando estamos em grupo e chega alguém é comum sermos apresentados. E há situações bastante embaraçosas nesse sentido, como quando esquecemos o nome de quem chega, ou até mesmo quando já estamos conversando com alguém de quem não temos a mínima idéia de quem seja e chega uma terceira pessoa muito nossa conhecida. Quando chegamos numa festa em que não conhecemos nínguém, enfim, às vezes a saia fica realmente justa.

Algumas regras básicas para isso:

a) Apresenta-se a pessoa menos importante para a mais importante. Sr. Ambrósio Santos esse é o Conde de Paranaguá, Paulino Aristolino.

b) Apresenta-se um homem a uma senhora, uma pessoa mais moça para uma mais velha. Os graus são de idade, sexo, de posição social ou política. Portanto, mesmo que a Sr.a Santtos seja uma cidadã comum, é o Conde de Paranaguá que será apresentado à ela e não vice-versa.

c) Quem apresenta deve fazê-lo de maneira clara, dando nomes por extenso e até, se possível fazer as qualificações. Nesse ponto é impossível não lembrar da cena do filme da Bridget Jones, na festa do lançamento do livro em que ela aprende a fazer as apresentações e o Darcy a apresenta como vizinha que corria pelada em seu quintal. Adoooooro esse filme.


d) A pessoa mais importante é que estende a mão à quem lhe foi apresentada, também é ela que diz primeiro o protocolar "muito prazer".

e) Uma senhora nunca se levanta, quando é apresentada à outra senhora, a menos que essa seja muito mais velha do que ela. Situação heim... Se alguém levantar para você amiga, reze para que essa moça seja mal educada...

f) Quando as pessoas apresentadas são do mesmo nível não interessa quem é apresentado para quem.

g) A pessoa mais graduada é que começa a conversa escolhendo o assunto.

h) E quando não lembramos o nome de quem vamos apresentar??? Oras, dizemos: creio que já se conhecem não??? Isso obriga as pessoas a se apresentarem mutuamente. Caso contrário, saia correndo. Ou recorrendo novamente à Bridget Jones, pergunte onde é o banheiro.

i) Se a pessoa que deveria fazer a apresentação não o faz, faça você mesmo.

j) E a última situação, bastante comum aqui em Curitiba. As pessoas, velhas conhecidas, fingem que não se conhecem... chatíssimo. Algumas ocasiões na minha vida já fui apresentada um milhão de vezes e a pessoa com esclerose diz que não conhece. Super mal educada, pois a gente deve fingir que conhece alguém que demonstra nos conhecer. Um dia perdi a paciência e disse para o marido de uma prima de minha mãe: oras, é claro que você me conhece nos vemos há muito tempo. A partir daí a pessoa nunca mais me esqueceu, fxou na sua memória...kkk

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

um adendo aos amantes na história

No texto de ontem esqueci de colocar uma foto selecionada




Jack e Enis - um amor que nunca amadureceu


bem como recebi uma sugestão que vou utilizar

Não sei como esqueci da Dama e o Vagabundo.. 

 
Abelardo e Heloísa
Lancelot e Guinevère

Tristão e Isolda

e por fim...



Duque e a Duquesa de Windsor











 

domingo, 14 de fevereiro de 2010

Dia de São Valentino - grandes amantes da História

Já que fiquei instantâneamente romântica ao lembrar que hoje é o Valentine's Day, vou compartilhar alguns dos maiores amantes da História.

Romeu e Julieta

Olha eu aí pegando no seio da Julieta - é tradição para ser feliz no amor...
Marco Antonio e Cleópatra

Aí imortalizados por esse que também foi um dos grandes casais da história do cinema.
Rhett Butler e Scarllet O'Hara

E o Ashlei que se dane!!!

CARRIE BRADSHAW AND MR. BIG 

 
 

RICK BLAINE AND ILSA LUND

Tchau Sam...

Piggy e Caco

Talvez esses sejam os mais fofos...
 

Mickey e Minnie

Ou talvez esses...

Qual seria o seu preferido???

Dia de São Valentino e presentes

Hoje é o Valentine's Day, dia dos namorados nos Estados Unidos. Lá ou cá é sempre uma data especial para os amantes. Especial principalmente no quesito presentes. Não, não sou assim tão materialista, mas quem não gosta de um agrado? Uma surpresa?



Então fui aos meus queridos manuais e então notei que em matéria de presentes nada se fala em presentes entre namorados. Entre noivos para o noivado, de casamento para os convidados, de aniversário, do nascimento de um bebê... mas de namorados nada.

Mas em Marcelino de Carvalho e seu célebre Guia de Boas Maneiras há algo que pode nos ajudar a não sermos inconvenientes no ato de presentear o namorado ou namorada.

Ele alerta que ao presentear alguém com um livro deve-se escolhê-lo com algum cuidado. Não adianta um livro de direito para um médico ou um livro em inglês para quem não saiba o idioma... Penso eu que isso é óbvio, mas se está no manual não deve ser tão claro assim para todo mundo.

Diz também que dar água de colônia ou sabonetes, se a pessoa não for íntima, pode melindrá-la. Claro, algumas pessoas podem interpretar que é uma indireta para sua aparência desleixada, principalmente um desodorante, esse não é uma indireta, é uma direta de direita.

Diz ele também que meias não são regalos sociais, principalmente para senhoras.

Bombons podem ser ofertados, desde que se saiba que a pessoa aprecia especialmente este ou aquele tipo de guloseima. Marrons são dispendiosos, mas aconselhados.... Acho eu que se a pessoa não gosta dos doces ou chocolates ofertados sempre terão a quem oferecer, a mesma coisa se aplica à bebida.

Aconselha às mulheres não darem gravatas aos homens, pois para ele, raramente sabem escolher. Por Deus, imaginem presentear o amado com uma gravata do Mickey ou do Museu do Louvre... Ou melhor, quem sabe aquela elegantérrima do Didi Mocó?

Flores constituem sempre uma alegria para a mulher. Mas há que saber como mandar, diz ele. Flores em cestas fenecem logo. Soltas, efeitam um interior. Não há razão para que a quantidade seja enorme. Duas dúzias são uma boa idéia, acompanhadas de um belo cartão.

Enfim, escolher um presente para alguém, especialmente de dia dos namorados, não é fácil, mas é necessário.

Feliz dia dos Namorados norte-americano...

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

os dez mandamentos da boa educação

No mesmo número da reportagem sobre o Homem Ideal, encontrei esses dez mandamentos. É de 1956, mas muita coisa não caiu de moda...

1.o - Nunca exageres as coisas.

2.o - Nunca reveles um segredo a outrem.

3.o - Nunca te rias do mal do próximo.

4.o - Nunca deixes para amanhã o que puderes fazer hoje.

5.o - Nunca chegues tarde às tuas obrigações.

6.o - Nunca deixes de responder às perguntas atenciosas.

7.o - Nunca interrogues a criada sobre assuntos da família onde vives.

8.o - Nunca repares no que alguém lê ou escreve.

9.o - Nunca digas que fizeste favor ou ofertas.

10.o- Nunca chames a atenção dos outros aos empurrões.

Esse dez mandamentos, diz a revista, podem ser resumidos em dois: ser amável com o seu semelhante, mas não deixar, em caso algum, de mostrar dignidade.

E na localização da notícia tem, ao fim, em letras pequenas, parece até linguagem subliminar: Conserve a beleza dos móveis com óleo de peroba. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk - totalmente sem noção - nem tem anúncio de marca nenhuma. Muito engraçado...

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

o homem ideal

No Anuário das Senhoras de 1956 achei um interessante artigo sobre o que é o "homem ideal". Meu Deus, se me perguntassem assim de sopetão não saberia o que dizer.

Diz a revista que um jornal da Suécia, no ano anterior (1955), foi realizada uma enquete entre milhares (achei meio exagerado) de leitoras para saber o que seria esse "homem ideal", e elas assim responderam.

73% das mulheres declararam que o homem ideal deve trabalhar e gostar do trabalho;

6% disseram que deve ser bonito;

21% que o aspecto exterior não tem a menor importância (que mentira, delas é claro!!!).

As mulheres entre 20 e 30 anos em 61% disseram que a questão financeira é de segunda importância (mentindo de novo...).

78% das mulheres entre 30 e 40 anos querem ter marido com segura situação financeira (essas falaram a verdade...).

4% desejam ter um companheiro quem nunca tenha experimentado o amor - aí para mim ficou a dúvida, amor carnal ou espiritual, ou talvez ambos.

18% desejam desejam um marido que já tenham experimentado uma paixão anterior - mais fácil encontrar...

3% declaram-se dispostas a se casar com viúvo e 11% não dão importância para idade.

79% das declarantes exigem absoluta fidelidade dos maridos e 2% não fazem questão disso (mais liberais)...

74% desejam maridos que gostem de crianças.

3% preferem os que não bebem e não fumam.

9% que dancem bem e 1% que não ronquem (essas não devem nunca ter dormido com um trator...).

E pergunto, o que é o homem ideal?

Para aquelas que acham hoje em dia que o homem ideal é o mais bonito...

Entre os mais bonitos do mundo hoje, pela Vanity Fair, o primeiro colocado é o vampirão Robert Pattison, queridinho das meninas.



Depois vem o Nacho Figueras, jogador de polo argentino; na sequência:

Brad Pitt - Jhonny Depp (adoooro) - Clive Owen - Hugh Jackman - Taylor Kitsch - George Clooney (paro por aqui porque para mim já basta).

sábado, 6 de fevereiro de 2010

Bolinhos no ventilador

Já que aqui é um espaço para civilidades, devemos falar também da grande falta dela nas relações em geral.

Outro dia escutei uma história de uma professora que me deixou com os cabelos levantados. Quando indagada de uma das situações que mais a deixaram indignada, irritada, contou que, quando trabalhava numa escola particular de classe média de Curitiba, um dia chegou em classe e encontrou a sala toda cheia de bolinhos (aqueles do tipo Ana Maria) de lanche pelas paredes, carteira, materiais, chão.

Como é uma escola de período integral, os alunos recebem um kit lanche, e nesse dia receberam, entre outras coisas, o tal bolinho.

Nem vamos discutir a gordura hidrogenada do bolinho, ou a falta de ensinamento gourmet em servi-lo, porque isso me deixaria ainda mais preocupada.

Continuando... Como traquinagem, alguns lindinhos e lindinhas, jogaram seus bolinhos no ventilador. Este em dias normais recebe uma capa de proteção contra vandalismos desse tipo, mas nesse dia estava sem, não se sabe o porquê.

Ela reagiu pedindo que se limpasse a sala e depois lançou algumas palavras de conscientização, principalmente pela falta de respeito à comida. Para ela, a maioria nem ligou e faria tudo de novo todos os dias se pudesse.

E então me pus a pensar....

Conheço a escola, sei como é a clientela. E até me admirei em nenhuma mãe vir reclamar que o filho ou a filha tivesse sido convidada a limpar a sala! Pois o que é um ato tão inconsequente para 50 crianças tão meigas que jogam bolinhos no ventilador? A professorinha, empregada da garotada deve limpar a sala e se curvar... Oras, somos clientes não?

Que horror!!!

Isso não me tiraria as palavras, pois sei de outro caso em que duas meninas do primário fizeram gesto feio para a professora e as mães nem acharam tão grave.

Meu Deus!!!


O problema não é a criança. Como já li tantos manuais de civilidade escritos nos últimos 600 anos, estudei história da criança, história da educação, parece a mim que esse tipo de gesto mal-educado não é novidade, a novidade está na falta de limite ao gesto. Na lição depois da coisa feita, em fazer com que a criança que está sendo lapidada aprenda que aquilo não se faz, e que com o tempo pequenas coisas geram grandes consequências...

Até porque, adolescentes de 12 anos jogarem bolinhos no ventilador não é um ato tão ingênuo assim.

Pois é, imaginem só o que Joan Crawford diria disso. Penso eu que no mínimo exclamaria: "Que mundo sem glamour!".

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Joan Crawford fala sobre glamour

No Anuário das Senhoras do ano de 1941 tem um artigo que é demais, são conselhos de Joan Crawford sobre glamour. São 18 máximas que transcrevo abaixo:



1- Quando planejar a mudança de seu estilo de maquiagem faça os primeiros ensaios na intimidade de seu boudoir. Estude o novo estilo, aprenda a viver com ele, antes de apresentá-lo em público.

2- A uma toillette simples, adicione sempre um complemento original, inesperado, uma jóia rara, um chapéu deslumbrante. Notem que eu disse um só toque. Isto dará aos que a rodeiam a sua platéia algo para ser lembrada.

3- Evite sapatos de salto baixo se a sua finalidade é impressionar bem um homem - seja ele o possível namorado ou o futuro patrão. Apesar da admiração verbal que expressam pelos sapatos sensíveis os homens preferem saltos altos.

4- Aprenda a ouvir música fina. Não se trata de pedatismo. Você nunca deve ser exibicionista em matéria de cultura. Mas a boa música dar-lhe-a prazer, satisfação e isto refletirá em sua personalidade.

5- Nunca se esqueça - há uma diferença entre o que os homens admiram de passagem e o que eles preferem regularmente - em particular no que se refere a cabelos muito pintados, vestidos demasiadamente excêntricos, maquiagem excessiva.

6 - Quando os homens dizem que gostam de tailleurs para as mulheres não se referem a trajes severos ou masculinos. Eles apenas não gostam de vestidos complicados que combinam rendas, fitas, vidrilhos e outos ornamentos de árvore de Natal.

7 - Leia pelo menos um livro por mês. De preferência um livor que não lhe seja muito atraente. Depois de uma boa dose desta dieta você estará preparada para saber o que prefere. Chamo a este método treino literário. Ele disciplina o espírito e aperfeiçoa a palestra.

8 - Não seja a cópia exata de outra pessoa, seja ela a pequena que mora ao lado ou uma estrela de cinema. Seu namorado também pode apreciá-la, mas a você que ele leva a passear.

9 - Não imite marcas registradas - as sobrancelhas de Dietrich, a esbelteza de Lombard, meus lábios. Exceto no caso de você se parecer muito com uma de nós, a sua imitação terá resultado negativo.

10 - Lembre-se que os ouvidos dos outros são sensíveis a sapatos que chiam, braceletes barulhentos, a constantes espirros. Procure não irritar as pessoas a seu redor, com ruídos tão aborrecidos.

11 - Use somente os vestidos que a favorecem . Um vestido impróprio a seu tipo, pode transformá-la em um espantalho. Numa toillette feliz, mesmo simples, você pode sentir-se tão chic quanto a duquesa de Windsor.

12 - Diga a verdade - conselho que deve ter ouvido desde os dias da infância. É muito mais simples. E você nunca precisará lembrar-se do que disse antes.

13 - Salvo se tem a certeza de sua habilidade em escolher o que é bonito e de bom gosto, evite os chapéus exagerados, extravagantes, jardins suspensos ou viveiros. Por causa deles, homens ficam de mal humor e sentem o que dizem.

14 - Cuidado para não tagarelar demais, seja com o patrão ou o namorado. Ele ficará aborrecido e não impressionado. No seu emprego responda a todas as perguntas com simplicidade.

15 - Escolha as roupas mais simples, não somente por motivos econômicos, mas porque são as mais elegantes. Vestidos muito enfeitados são desastrosos e sempre revelam mal gosto.

16 - Não procure ser sophisticated. Uma pessoa antes dos 20 anos jamais é sophisticated - e se o é, deve esconder essa inclinação do temperamento. A era da pequena que vive praguejando e que conta anedotas picantes já passou.

17 - Grave um disco da própria voz. Há muito progresso nesse sentido e as gravações são baratas. E depois de escutar sua voz como as outras pessoas escutam aposto que você tomará prudência estudando dicção, controlando a tonalidade, etc...

18 - Nunca fale mal de outros - homem ou mulher. Casos, comentários, mexericos são inofensivos e divertidos, mas não quando ferem alguém. Falar de outos pelas costas é desleal. Os homens escutarão, alguns mesmo acharão graça nas palavras espirituosas dos comentários mais cruéis. Entretanto, não pensem que ficarão gostando mais de você, por causa disto...

Vejam só, são muitos os conselhos, dá talvez até preguiça de ler, mas é muito divertido.

E no final das contas a busca do glamour parece muito mais uma estratégia de conquista, de conselhos para atrair os homens...

Lili - 1953

Hoje vi de novo um filme de sessão da tarde que via quando criança : Lili.

Leslie Caron e o Cabeça de Cenoura

Que graça de filme. A música é uma fofura, e o romance entre Leslie e Mel Ferrer é demais!!!

Ela uma menina órfã, ingênua, que é adotada por um circo e passa a trabalhar interagindo com os fantoches guiados por Mel Ferrer em sua melhor forma.

Elegantérrimo, corpo de bailarino espanhol, ele e Leslie dançam suavemente e ela quebra o gelo de seu coração de pedra. Bem ao estilo sessão da tarde mesmo!!!



E falando em Mel Ferrer não se pode deixar de mencionar que ele foi o primeiro marido de Audrey Hepburn, abaixo um foto de seu casamento.

Uma foto linda!!!
Só gente elegante!!!

domingo, 31 de janeiro de 2010

La Rochefoucauld

Ando em fase de me apaixonar pelos moralistas do século XVII, tenho estudado alguns deles, e acho que vou enveredar para La Rochefoucauld. Por isso aí vão algumas máximas desse Duque francês que viveu entre os anos 1613 e 1680.


"Raramente conhecemos alguma pessoa de bom senso além daquelas que concordam conosco".

"A ausência apaga as pequenas paixões e fortalece as grandes".

"Um homem sensato pode apaixonar-se como um doido, mas não como um tolo".

"Há pessoas desagradáveis apesar das suas qualidades e outras encantadoras apesar dos seus defeitos".

"Todas as paixões nos levam a cometer erros, mas o amor faz-nos cometer os mais ridículos".

 "O mal que fazemos não suscita tanto a perseguição e o ódio como as nossas boas qualidades".

E finalizo com essa que é para mim uma das melhores...

Boa semana!!!

sábado, 30 de janeiro de 2010

cozinhas dos papas

Ganhei, nesse último dia dos professores que passou, um livro muito legal de um grupo de alunos muito, muito querido, chama-se "Os segredos da cozinha do Vaticano". Tem textos interessantes, receitas legais e ilustrações fantásticas.

Como gostava bastante de João Paulo II quero falar um pouco sobre sua rotina diária em relação aos alimentos.



Quando já havia ser tornado papa, e ficava no Vaticano, sua rotina era acordar às 5 e meia da manhã, durante uma hora rezava sozinho em sua capelam (durante anos meditou uma média de sete horas diárias). Após a oração, celebrava uma missa às sete, na qual compareciam, além das freiras polonesas que o atendiam, um grupo de convidados diferentes a cada dia.



Após a missa, os convidados passavam para a biblioteca e ali ele os abençoava. Alguns deles, os mais próximos, eram convidados para o café da manhã que costumava ter chá, doces, frutas, suco de frutas e pão tenro, bem como manteiga e geléias. Às vezes também tinha algum embutido.

Após o café o papa passava a seus afazeres.

Às duas costumava almoçar e às vezes costumava receber pessoas para vê-lo, ou compartilhar de sua refeição. Diz a autora que os responsáveis pelo protocolo achavam tudo isso um horror, mas Carol gostava e era o papa.

Seu almoço era caseiro, quem cuidava de tudo era a irmã Tobiana. Era composto por três pratos, primeiro, segundo e sobremesa. Tudo isso regado à água e vinho.

Depois o papa se retirava e fazia sua sesta - isso passou a acontecer depois do atentado por recomendação médica.

Às oito e meia jantava um peixe ou um caldo, quando sozinho assistia televisão.

Aí tem um caldo verde, imaginando que eu fosse sua convidada para o jantar.


A autora considera que João Paulo gostava de comer, mas não era um gourmet. Por isso não contratou nenhum chef, as freiras servidoras do Sagrado Coração de Cracóvia cozinharam para ele durante todo o seu pontificado.

Bem diferente dos papas do Renascimento, mas aí, é para um outro momento...

quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

o que fica mal

No contínuo folhear de mais um número do Anuário das Senhoras, este do ano de 1949, achei um pequeno artigo: "O que fica mal".

1)
- Anuário das Senhoras - Não é correto levar crianças a uma festa de certa elegância. Somente se poderá fazer uma exceção tratando-se de uma ato íntimo entre parentes, ou amizades de muita confiança, e sempre que não sejam em grande número os convidados à cerimônia.
- Sissi - Mon Dieu que desagradável ir à uma festa com crianças correndo como loucas. Acho antes de mais nada uma desumanidade com as crianças, presas a umas roupinhas de pequenos adultos, sapatinhos apertados e imóveis. Melhor arrumar uma boa babá e deixá-las em casa. Assim para os pais solteiros é possível paquerar e os casados namorar (entre eles de preferência)
   

2)
Anuário das Senhoras - Baixar a cabeça para trás quando se vai beber é falta que denota vulgaridade e ausência de hábitos sociais.
Sissi - A comida ou a bebida vai até você, nunca o contrário. E beber até a última gota, nem sozinho no banheiro. Lembre-se: Deus me vê!!!


3)
Anuário das Senhoras - Se um visitante manifesta vontade de retirar-se depois de uma visita demorada, é imprudente insistir em que demore mais um pouco, apresentando novos pretextos para detê-lo.
Sissi - 5 horas da manhã e dizer que ainda é cedo... por favor... não cola. E vale também as mandingas para aqueles que ficam 24h de visita (quase um enduro), sal no fogo, vassoura de ponta-cabeça atrás da porta... Outro dia um amigo me contou que um amigo seu estrangeiro (acho que inglês), levou muito a sério esse costume que temos em dizer que é ainda cedo (às vezes até é verdade), e foi ficando, ficando....

4)
Anuário das Senhoras - O traje mais indicado para a noiva no dia do casamento civil é o costume, se bem que, conforme a estação, possa usar vestido elegante, devendo haver preferência pelos tons sérios.
Sissi - Eu casei de costume (calça comprida e blazer bege), estava bem.

5)
Anuário das Senhoras -Não é de muito bom gosto submeter as visitas a uma espera demorada na ante-sala.
Sissi - Imagine, de pé, esperando... Que desagradável. Imaginem só se a espera longa é numa ante-sala minúscula então. 

6)
Anuário das Senhoras - A pessoa que assiste à uma reunião elegante e tem motivos particulares de mau humor, deve evitar de toda sorte que ele transpareça. É também aconselhável, que não faça confidências explicando o seu aborrecimento, pois ninguém deve amargurar os convidados com assuntos desagradáveis.
Sissi - Ótimo, é fazer cara de paisagem e fechar o bico para fofocas.

7)
Anuário das Senhoras - Procure numa recepção falar o menos possível nas qualidades engraçadas de seus filhos, ou na inteligência dos parentes. É preferível que os outros observem tais qualidades.
Sissi - Isso pode ser difícil, mas é necessário. Fica ridículo ficar falando das gracinhas de nossas crianças e animais.


Esses conselhos não caíram de moda, não acham?

Beijíssimos.

quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

será?

Acabei de ver num site qualquer por aí que os ruivos sentem mais dor.

Um pesquisa realizada por cientistas dos EUA concluiu que pessoas com os cabelos vermelhos sentem mais dor do que as outras, a causa disso é uma mutação no gene MC1R, que dás aos cabelos o tom avermelhado e também aumenta a suscetibilidade à dor.

Eu era ruiva, de nascença, ainda bem que meus cabelos foram escurecendo e agora embranquecendo. kkk

terça-feira, 26 de janeiro de 2010

fundo da prateleira 3: as mulheres mais elegantes do mundo

Continuo mexendo nas revistas da minha avó. E confesso que são tantas coisas que tenho vontade de colocar aqui. Imagens, propagandas, textos, mas seleciono e vou colocando, "uma rosa a colher a cada manhã".

Nesse anuário de 1939 encontrei um artigo delicioso sobre as mulheres mais elegantes do mundo. Diz o autor que o resultado dessa enquete veio de um plebiscito anual realizado entre os mais famosos costureiros parisienses, do qual participaram várias personalidades da época, e pelo segundo ano consecutivo ganhou a Duquesa de Windsor.

A ordem da colocação é a seguinte:

1) Duquesa de Windsor (Americana)





A Duquesa em 1936.














2) Duquesa de Kent (Princesa Marina da Grécia).



















3) Begum Aga-Kaham (antiga chapeleira parisiense, esposa de um príncipe hindú, multimilionário, cujas jóias lindíssimas lhe fizeram passar do sexto lugar, que ocupava no ano de 1938, para o terceiro). Pelas fotos eu achei que ela merecia o terceiro lugar não pelas jóias, mas porque ela era realmente muito bonita e elegante.




A princesa no aeroporto de Nice em 1952.






 
4) Mrs Reginald Fellowes (Americana, cujas elegantes toilettes esportivas são quase universalmente conhecidas, bem como as jóias originais e valiosas)














 

6) Baronesa Eugéne de Rothchild (Americana, dona de uma famosa coleção de brilhantes)
A baronesa e seus três cães em 1928.

6) Mrs Harrison William (Americana). A revista não falou mais nada sobre ela, mas até o Cole Porter a mencionou numa música. "What do I care if Mrs. Harrison Williams
is the best-dressed woman in town?”
-Cole Porter, “Ridin’ High,” from Red, Hot & Blue (1936)







8) Mrs. Donald Balcon (Americana, amiga da Duquesa d eWindsor, cuja predileção pelos trajes tiroleses tem dado lugar a interessantes criações). Não achei fotos, no entanto, trajes tiroleses, deve ser de lascar!!!

9) Condessa Von Haugunitz-Reventlow (a famosa herdeira americana, Barbara Hutton, hoje mais bonita do que nunca) na época é claro!!! Nada mais, nada menos do que a pobre menina rica! Herdou uma super fortuna e quando morreu tinha apenas 3500 dólares no banco. Em 1939 estava casada com um conde dinamarquês por isso o título, mais tarde casou-se com Cary Grant. Em 1953 casou-se com Porfírio Rubirosa, nessa época amante de Zsa Zsa Gabor. Bárbara chega a dar um avião para Porfírio se distrair e largar Gabor, mas ele utiliza o meio de transporte para chegar mais rápido aos braços da amante. Morreu pobre mas teve uma vida de glamour.



10) Lady Louis Moultbatten (inglesa, considerada a mais elegante dama da Inglaterra)


Também obtiveram classificação a formosa artista Kay Francis e a brasileira sra. Dulce Martinez de Hoz.


Quem seria a mais elegante? Eu votaria na "Pobre menina rica".